Podemos te Ajudar?
Você está interessado em:
Twitter
Facebook
Saúde dos Executivos

Dicas e precauções de
Saúde dos Executivos



Estudo inédito no Brasil, coordenado pela equipe do Centro de Medicina Preventiva, na Unidade Jardins do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), revela problemas sérios na saúde de altos executivos das principais empresas brasileiras. Eles têm mais chences de desenvolver doenças cardiovasculares que outras pessoas da mesma idade, mesmo com cargos de menor responsabilidade.

A pesquisa foi realizada com 2406 profissionais, entre presidentes, vice-presidentes, diretores e gerentes que realizaram check-up no Centro de Mediciona Preventiva em 2005. "Verificamos que os executivos adotam um estilo de vida altamente prejudicial à saúde - tanto deles quando de suas empresas, que podem ficar sem uma pessoa com alto poder de decisão por causa de doença", alerta José Antônio Maluf, coordenador médico d oCentro de Medicina Preventiva e responsável pelo pesquisa.



Alerta Corporativo

Os resultados obtidos foram aprovados para apresentação no congresso da American College of Preventive Medicine em Miami, no mês de fevereiro. Mas o conceito não foi apenas radiografar o que está acontecendo. "A partir da análise da situação atual, o objetivo é promover a saúde, propondo medidas que gargantem melhora na qualidade de vida", explica o médico.

A prevenção continua sendo fundamental. Até porque os problemas de saúde estão de desenvolvendo cada vez mais cedo. A média de idade dos executivos que fizeram parte do estudo era de 45 anos. "As grandes empresas estõ treinando profissionais cada vez mais jovens e a consequência disso são os riscos a que eles são submetidos precocemente", comenta o dr. Maluf.

Presidentes e vice-presidentes têm 6,67% mais chances de desenvolver problemas cardiovasculares.

Quanto mais alto o cargo, maiores os riscos envolvidos. Presidentes e vice-presidentes têm 6,67% mais chances de desenvolver problemas cardiovasculares que outros cargos hieráquicos; diretores têm 5,97%; e gerentes, 3,28%.



Raízes do Problema

Sobrepeso e sedentarismo são as palavras-chave quando se trata de riscos cardiovasculares. A rotina de trabalho empresarial, que acumula entre 10 e 14 horas diária em frente ao computador, ao telefone ou em mesas de reunião, impede que o profissional se alimente de forma adequada e nos horário indicados.

As atividades físicas ficam fora da pauta do dia. Não sobra tempo para caminhada, jogos de tênis e até para subir um lance de escadas. "O sedentarismo deixa a pessoa mais propensa a ganhar peso, o que aumenta o risco de doenças do coração", explica Raquel Conceição, do Centro de Medicina Preventiva Albert Einstein e uma das colaboradoras do estudo.



Estresse Crônico

Até certo ponto o organismo encara o estresse de forma positiva. Assim, trabalhar sob pressão, ter necessidade de oferecer respostas rápidas e soluções eficazes não é necessáriamente um drama. A questão é se essa combinação se torna constanta - então o estresse positivo se torna negativo e o corpo reage, adoecendo.

"O estresse é uma resposta do organismo a sutuações desafiadoras. Ocorrem alterações hormoniais e do fluzo cardiovascular, para que seja tronada a decisão de fugir ou enfrentar. Ao viver constantemente sob estresse, o organismo sogre um esgotamento que pode ter impacto na saúde física e mental", define o dr. Maluf.

Mudança de hábitos

Mesmo com 14 horas de trabalho é possível manter uma rotina que garanta mais qualidade de vida. Cuidados com a alimentação e inclusão de qualquer atividade física no dia-a-dia colaboram para a diminuição de riscos à saúde, além de promover o bem-estar.



Sedentarismo

A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de praticar 30minutos de atividade física pelo menos cinco vezes na semana. A boa notícia é que esse tempo pode ser cumulativo, ou seja, é possível dividí-lo ao longo do dia, em intervalos de 5 ou 10 minutos. "Dessa forma não há desculpa para não se exercitar, porque só o fato de deixar o carro longe da entrada, mesmo que sejam cinco minutos de caminhada, já conta como atividade física" ensina o dr. Maluf.

Algumas possibilidades de exercícois simples que podem ser realizados durante o dia de trabalho:

 Caminhar depois do almoço;
 Falar ao celular andando;
 Subir alguns lances de escada até o escritório.
 Dez mil passos.

A alternativa encontrada pelos médicos para incluir a atividade física na vida dos executivos sedentários foi o Programa Dez Mil Passos - número ideal a ser atingido diariamente.

Nossa média normal fica entre 2,5 e 3 mil passos. Mas, com o auxílio de um aparelho chamado Pedômetro, que mede a quantidade de passadas ao longo do dia, é possível que a pessoa agregue, de forma gradual, cada vez mais passos em sua dia, até chegar ao número recomendado. "Nós orientamos que se faça um incremento de 50 passadas por semana. Dessa forma, é fácil chegar aos 10 mil passos sem senti", incentiva o médico.



Alimentação

Idealmente devem-se fazer cinco refeições diárias. Quem trabalha fora sabe que, para isso, é preciso disciplina e sempre ter algo por perto para comer - seja uma fruta, uma barra de cereais ou um sanduíche. "Há empresas que oferecem lanches à tarde para estimular o cumprimento das cinco refeições", conta o dr. Maluf.


Meidas podem ser adotadas para que as refeições sejam feitas de forma inteligente e inclusiva, ou seja, que prestigie todos os alimentos:

 Se há a possibilidade de comer duas porções de determinado alimento, prefira apenas uma;
 Se o almoço for em maior quantidade, diminua o jantar;
 Não exclua alimentos da dieta, apenas consuma em menor quantidade.
 Revisão Continuada de Saúde

O check-up deve ser realizado anualmente por homens e mulheres e a partir dos 40 anos. Com esse mapeamento é possível propor medidas para a melhora da qualidade de vida. Assim, a cada bateria de exames, a tendência é que a saúde esteja melhor.


Algumas recomentações podem ser seguidas para garantir vida saudável:

 Pare de fumar;
 Realize atividade física moderada: 30 minutos ao dia, pelo menos cinco dias na semana;
 Ao consumir bebidas alcoólicas, faça-o com moderação: máximo de duas doses ao dia para homens e uma dose para    mulheres;
 Use filtro solar regularmente;
 Mantenha ou busque atingir o peso adequado;
 Limite a ingestão de gorduras;
 Consuma peixes regularmente - ao menos uma porção por semana;
 Consuma frutas e vegetais diariamente;
 Reduza a ingestão de sal;
 Realize consultas periódicas ao médico.

 

 

Voltar para Qualivida

Localização
Rua Coronel Melo de Oliveira, 548 Vila Pompéia - São Paulo - SP

Informações
Central de Atendimento
(11) 3676 - 0790
(11) 3865 - 1772